Obesidade e a síndrome metabólica

Entenda porque a obesidade está relacionada com a síndrome metabólica.

Síndrome metabólica, às vezes chamada de síndrome X, é uma condição que acontece quando um grupo particular de fatores de risco metabólicos existem ao lado uns dos outros em seu corpo. Se você tem síndrome metabólica, você tem um maior risco de desenvolver diabetes tipo 2. Você já até pode estar tendo os primeiros sinais de diabetes tipo 2. Saiba um pouco mais sobre esta condição.

Como saber se tenho síndrome metabólica

“Qualquer síndrome é um conjunto de condições, e esta síndrome é um conjunto de três: hipertensão arterial, diabetes e obesidade. E também está associada a níveis elevados de colesterol “, explica Julie Ward, enfermeira cardíaca sênior da British Heart Foundation.

Principais sintomas da síndrome metabólica.

Quando você tem este conjunto particular de condições, você está em risco ainda maior de doenças cardiovasculares, como ataques cardíacos e derrames. Então, você não só tem um, mas três ou quatro problemas de saúde acontecendo ao mesmo tempo. Dessa forma, o diabetes prejudica os vasos sanguíneos, a pressão arterial danifica os vasos sanguíneos, a obesidade coloca muita pressão sobre os vasos sanguíneos e coração e, claro, o colesterol provoca o entupimento das artérias. E tudo isso pode levar a ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais.

Quem está mais propenso a ter a síndrome metabólica?

Esta síndrome geralmente afeta pessoas que estão com sobrepeso, estão comendo uma dieta pobre, com altos níveis de açúcar e gordura, e têm colesterol alto e pressão arterial elevada. É uma condição muito grave e se você tem isso, precisa estar sob o cuidado e supervisão de seu médico.

Outros fatores que aumentam o risco de desenvolver síndrome metabólica incluem:

  • Idade – seu risco aumenta à medida que envelhece;
  • Raça – certos grupos étnicos, como asiáticos e africanos, podem estar em maior risco;
  • Outras condições – o risco é maior se você tiver doença cardiovascular, doença hepática gordurosa não-alcoólica (NAFLD) ou, em mulheres, síndrome do ovário policístico (SOP).

Entenda porque a obesidade está relacionada com a síndrome metabólica.

Como a síndrome metabólica é diagnosticada?

Para que você seja diagnosticado com síndrome metabólica, é necessário que você tenha pelo menos três, ou mais, destes fatores de risco:

  • Homem ou mulher obesos, particularmente em torno da meia idade;
  • Níveis elevados de colesterol LDL (o ruim) e baixos níveis de colesterol bom, o HDL. Estas medidas são importantes, porque podem resultar em uma condição conhecida como aterosclerose, onde os depósitos de gordura podem eventualmente bloquear suas artérias;
  • Realizar pouca ou nenhuma atividade física;
  • Resistência à insulina, o que significa que seu corpo não é capaz de manter o nível de açúcar no sangue nos níveis certos. Isso está associado com diabetes tipo 2. Se você tem síndrome metabólica você está em maior risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Para saber mais você pode consultar o site da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia.